À busca do infinito


Lastimo minha geração, vazia de toda substância humana, que busca somente divertimento, avanço tecnológico e carros importados como meta na vida, e se encontra espalhada em 'tribos' que não possuem colorido algum...
Os homens recusam-se a despertar para a vida espiritual. Realizam uma espécie de trabalho forçado...
Tempo de publicidade, de regimes totalitários e de exércitos sem clarins e bandeiras, sem missas pelos mortos...
Abomino intensamente a realidade...
Só existe um problema no mundo, um único apenas. Restituir aos homens o significado espiritual de suas inquietações.
Fazer chover sobre eles algo que se assemelhe a um canto gregoriano. Se tivesse fé, certamente passada está época de provação, necessária e ingrata, não suportaria outra coisa senão Solemes.
... Toda a agitação dos últimos tempos só tem duas fontes: a precariedade dos sistemas econômicos e o desespero espiritual...
A solução se resume em fazer que o homem redescubra que existe uma vida espiritual, mais alta que a vida intelectual; única capaz de satisfazer os anseios do homem...
Eis o problema fundamental: o homem sabe o sentido da vida e não procura a resposta.
Antoine de Saint-Exupery

2 comentários:

R. B. Canônico disse...

Caro Rodrigo, que texto formidável!!!!

Mas é a nossa luta: fazer as pessoas enxergarem em 'tres dimensoes', ter uma visão vertical: para o alto!

É terrível ver um monte de águias por aí rastejando na lama com medo de voar... uma pena o que o materialismo faz com as pessoas!!!!!

mas precisamos de muito otimismo, bom humor, e amor para essa que é a luta de nossas vidas! O bom combate de São Paulo!!!!

Um grande abraço!

Andrea disse...

Uau! Que texto! Amei! :)

"Os homens recusam-se a despertar para a vida espiritual. Realizam uma espécie de trabalho forçado..."

É assim mesmo! O pessoal não quer a Verdade! Sabem sim qual o sentido mas não querem buscar!!!

Caramba! Esse texto é demais! Vou enviar por e-mail ao pessoal!

Abraço e que Nosso Senhor te ilumine e abençoe!