Rubem Alves, estrelas e engodos

Rubem Alves, hoje na Folha de S. Paulo destila seu preconceito ao papa Bento XVI. Lê-se:

"Retornamos às eternas estrelas do céu e aos efêmeros jardins da Terra...Os que olham para as estrelas dizem possuir a verdade. Mas os que olham para os jardins sabem que tudo o sabem é provisório. Os olhos da Igreja Católica não vêem jardins; só vêem as estrelas [...]
O SS Bento XVI acredita que Deus revelou à Igreja Católica e somente a ela a verdade total das estrelas. Segue-se, por necessidade lógica, que todos os homens, indivíduos ou igrejas, que têm idéias diferentes das suas, estão privados da Verdade."

Tsc, tsc, tsc...Rubem Alves só pode estar de brincadeira com esse seu artigo ao "Cotidiano" da Folha de hoje. Tenho certeza que o colunista sabe muito bem que Bento XVI não só olha para as estrelas, como cita, e que sabe também o que deve ser "retido" como Verdade, com letra maiúscula, e o que é provisório e efêmero, ou seja, os jardins e seus jardineiros. Na segunda assertiva, Alves defende que Bento XVI acredita que só a Igreja católica possui a "verdade total das estrelas" e que aqueles que não estão com ela ou têm idéias diferentes estão "privados da Verdade". O colunista sabe que o que fala não é correto, e Bento XVI também. Se Jesus disse "Eu sou o caminho, a verdade e a vida", não sei em qual sentido o papa se equivoca. Por outro lado, Ratzinger sabe muito bem, seguindo as determinações do Vaticano II, que religiões e sistemas filosóficos não cristãos podem possuir sim aspectos da verdade e que os indíviduos pertencentes a elas podem ser salvos sim. Rubem Alves sabe disso, ah sabe...

6 comentários:

Ver para crer disse...

Tenho boas notícias para a Igreja do Brasil. Veja para crer...

Pedro da Encarnação disse...

Seu blog está ótimo! Aliás, gostei muito da sua postagem em que o Sr. descrevia sua viagem em Roma, no qual fez uma observação muito interessante. Fico feliz que tenha gostado do nosso blog e peço suas orações.
Salve Maria!

Pedro da Encarnação disse...

Seu blog está ótimo! Aliás, gostei muito da sua postagem em que o Sr. descrevia sua viagem em Roma, no qual fez uma observação muito interessante. Fico feliz que tenha gostado do nosso blog e peço suas orações.
Salve Maria!

R. B. Canônico disse...

Algumas pessoas fazem um incrível exercício de autismo intelectual, por assim dizer. Se o Papa não tem o direito de considerar que possui a Verdade, porque Rubem Alves julga ter esse direito ao julgar e condenar a Igreja?

Por acaso a verdade absoluta é dele, ele que critica isso, ao afirmar tão categoricamente que o Papa está correto?

Nem perco muito tempo lendo os textos dele, que variam sempre entre ruins e péssimos, especialmente no tocante à Igreja...

Abraços!

Ecclesiae Dei disse...

Excelente postagem. òtimo blog, virei mais vezes lê-lo. parabéns.

Andrea disse...

A frase do R. B. Canônico está ótima: “Se o Papa não tem o direito de considerar que possui a Verdade, porque Rubem Alves julga ter esse direito ao julgar e condenar a Igreja?”

Pois é, tempos difíceis! Num discussão hoje com meu pai (que é espírita), ele disse que os teólogos e a Igreja não sabem nada de cristianismo...ah, tá e quem sabe é ele e o Kardec, né? É difícil gente, todo mundo quer se meter a explicar a Bíblia ou Jesus, e não tem autoridade nenhuma pra isso.

Valha-nos Deus!

Bom fim de semana, Rodrigo!